12 de Outubro 2014

Prova : Corrida do Sporting 2014


Antes de acordar, já ouvia no telhado a chuva a cair... a cair não, a bater... a bater não, a fustigar...

Pensei: "#$%#$%, grande molha que vai ser..."

Bom, mas a corrida dá um prazer brutal e lá nos preparámos.

Afinal, íamos fazer a corrida do clube do nosso coração! Era a 1ª vez que ia repetir uma prova.

Já há 3 dias que havia uma polémica em relação à corrida. A questão da t-shirt.

Desde que comecei a correr até hoje, já fiz à volta de 30 provas; e por isso já não ligo à questão das t-shirts. Se sem t-shirt a prova ficasse mais barata, (por mim) força. 

Mas a questão é a seguinte...

(À esquerda, a camisola anunciada. À direita, a t-shirt que vinha no kit do atleta.)


A polémica deu origem à piada "Vais à corrida do Tacho?" Para mim é na boa se...

* a T-shirt não é de "marca";

* a T-shirt  tiver publicidade, seja ao que for;

* a cor é berrante ou não.


Não ligo a isso. Claro que se for gira (e gostos não se discutem), guarda-se para uns treinos, idas ao ginásio, etc...

As outras dão-se, ou ficam na gaveta para um dia que for "pintar paredes".

O problema neste caso foi ter-se anunciado uma t-shirt (até bastante parecida com a do ano passado) e, no final de contas, recebe-se outra. Gato por lebre?

Aliás, conheço pessoas que se inscreveram na corrida porque são do Sporting e queriam a t-shirt como recordação.

"CORRIDA SPORTING" e não a "Corrida TachoEASY".

Ainda ligado a isto, uma coisa que acho curiosa.

Aqui vão 2 fotos de outra corrida. As camisas são dos anos 2013 e 2014.


Pergunta para queijinho... Esta corrida é de que clube? Conseguem adivinhar?

E se de repente virem esta? Será assim tão óbvio também?


Como disse, não é uma questão de marca. O Sporting há uns messes lançou a Missão Pavilhão; e a partir de um certo valor, recebia-se a "T-shirt do Adepto", o 12º jogador.


Nova pergunta para queijinho... Se virem esta t-shirt conseguem identificar o clube?

Digo eu que não percebo nada disto... tinha sido simples, não tinha? Acho que, no mínimo, as pessoas mereciam ter tido uma explicação para o "TachoGate".

Em frente! (ligação à música cantada pelos jogadores do Sporting época 1981/82 ahhhhh...)

Chegados ao estádio, fomos ter ao ponto de encontro combinado 45m antes da prova. Lá encontrámos vários Vicentes, falou-se um pouco de tudo, mas acima de tudo da treta do tempo.


Naquele momento, os meus ténis já pareciam dois aquários devido às poças pisadas e da chuva que tinha caído.

Uns 20m antes da partida, decidi ir aquecer junto com outros Vicentes. Uma corridinha à volta do estádio.

Finalizado, isso lá fui para o meu bloco correspondente os Sub40. Junto a mim, alguns Vicentes e o José Esteves. Encontro-o quase todos os fins de semana em provas.

O local de partida deste ano foi o mesmo que o do ano passado, algo que não me agradou muito. Poucos metros do arranque o caminho afunila. No ano passado fui a pé uns bons metros, desta vez não foi tão mau pois tinha menos gente à frente, mas não foi uma partida rápida, longe disso.


Damos uma volta ao estádio por fora e seguimos apontados à Avenida da República. Nos primeiros 2.5k, apanhámos uma carga de água que me fez lembrar a corrida do BES Challenge Cascais. Mais tarde, o vento também apareceu para ajudar na festa.

O percurso da corrida do Sporting passa por uma das principais avenidas da capital, e grande parte do percurso é bem giro. Apesar de conhecer bem o local, é sempre diferente passar por lá a correr do que de carro.

Passamos junto ao Jardim do Campo Grande, em seguida pela estátua em homenagem aos Heróis da Guerra Peninsular (dedicada aos que morreram pela Pátria durante as invasões Francesas) e já no Saldanha pela estátua do Marechal Saldanha.

A Av. da República tem uns quantos túneis, o que não ajuda em nada a manutenção do ritmo que se pode desejar para uma a prova. Além disso, com tanto túnel, o meu relógio começou a patinar um pouco no sinal de GPS, e então deixei de ligar aos cálculos do relógio sobre a velocidade que ia e a distância que já tinha percorrido. 

Gostei de ver corredores a marcar tempos (bandeirinhas) para quem não usa relógios ou telemóveis. Acho que isso é muito útil para os atletas que se querem agarrar a tempos e desta forma poderem evoluir.

Chegados ao Saldanha, descemos até ao Palácio Sotto Mayor, onde se fazia o retorno. Quando estava a descer a avenida, quem é que eu vejo já a regressar? . A Armada Sportinguista ! (Hermano Ferreira / António Silva / Ricardo Dias / Rui Silva / Luís Pinto).

Poucos metros antes de me cruzar com o Hermano, grito-lhe: "FORÇAAAA !"


(A mancha amarela mais à esquerda sou eu)

Ainda antes do retorno, ainda vi os Vicentes Pedro Mota e Nuno André. Mal dei a volta, passava-se por um checkpoint dos chips, e logo a seguir era o abastecimento de águas.

Havia bastantes pessoas a dar águas, e de ambos os lados da estrada, de modo a evitar ao máximo choques (boa).

A subida é maior do que parecia, mas lá a fiz.

Entretanto, vou-me cruzando com muitos Vicentes que ainda não tinha visto, e de ambas as partes ouvia-se: "Vai Vasco" ,"Força Vicente", etc. Foi quase 3/4 da avenida com trocas de apoios, algo que já é costume, mas nunca deixa de ser importante. Seja eu a ouvir, seja eu também a incentivar.

Durante o retorno, contei com a ajuda de dois atletas, que em momentos diferentes da prova nos ajudámos mutuamente: 

"Vamos embora", "Força Amigo", "Com alguém ao lado é mais fácil".

E com toda essa ajuda, lá fui empurrado para a parte final da prova, que este ano acabou dentro do estádio.

Tenho muita pena que o GPS tenha andado meio perdido, o que fez com que andasse sem saber a quantas andava mesmo.

Será que estava a fazer um bom tempo?

Na parte final, contornava-se o estádio pela rua que passa por debaixo das escadas que dão acesso ao Alvaláxia.

E aqui aconteceu mais um caso. O caminho não estava bem delineado quando se chegava à rotunda.



A vermelho, o caminho que fiz e todos à minha volta fizeram. A verde, o que deveria ser feito e não estava assinalado. Isto porquê? Porque ao entrar no túnel, estávamos a correr do lado de fora e a porta de acesso ao estádio fica no lado interior.

Para corrigir isso, eu como muitos outros, tivemos de saltar um lancil que não é nada baixo. Criando um risco de lesão desnecessário.


(Lancil em causa)


A vermelho, o caminho que fiz já depois de ter saltado o lancil, a verde o caminho que se teria feito não saltando o lancil.

Não se trata de uma questão de fazer uma distância maior ou menor, mas de falta de indicações precisas. Muita gente ao ter feito o caminho por fora, por momentos ficou meio perdida por onde se entrava para o estádio, pois quem ia por fora, via ao longe o seu caminho a desviar para o lado contrário.


(A voar)

Ao entrar no estádio, e ao ver a rampa de acesso ao relvado, lembrei-me da quebra que tive na corrida da Base Aérea quando não vi a meta, o que me custou dois lugares. Ataquei a subida, e ainda arranquei algumas posições à última da hora.


(Ainda a voar)

Fiz a prova em 39:30. Pensei que fosse pior, devido ao clima e ao desnorte do GPS.

No ano passado tinha feito 43:59. Melhor hein? Pessoal, já sabem, Correr Lisboa, 3ªs feiras, 19:15, Cidade Universitária!

Fiz, mas não sei porquê, na classificação da Xistarca fiz 1h30m?!?!? Se calhar fui fazer uma Meia Maratona e nem dei por isso ;) Gostaria de saber o meu lugar, tanto na geral (83º lugar +/-), como por escalão. Enviei um email à Xistarca na 2ª feira. Hoje é 4ª feira e ainda não tive resposta :(.

No fim, entregaram uma garrafa de água, uma pêra e a medalha de participação. E ainda se podia ter um bónus...


Força Presidente!


Última nota. Usei pela primeira vez a camisola da Adidas Compression Techfit de manga comprida. Apesar do nome Compression, a camisola faz o efeito de compressão como as meias. Não sei se é essa a ideia. Mas gostei bastante de a ter usado. Sou das pessoas menos friorentas que conheço, mas como estava bastante vento, arrisquei usar. Tive medo de morrer de calor. Pelo contrário, senti-me bastante bem com ela. É agradável o uso, aqueceu sem ser em excesso. Aprovado.

Desta vez não vale a pena colocar os gráficos do GPS pois estão completamente deturpados em algumas partes.

Notas Finais: (1 a 5)

Kit Corrida incluía (2): (Nota devido ao já explicado anteriormente)

- T-Shirt técnica

- Revista Atletismo


Percurso (3/4): (Já explicado anteriormente)

Organização (1): Deram-me 1h:30m de tempo de prova, mesmo passando em cima dos 3 checkpoints (partida, retorno, fim). Percurso mal assinalado na parte final. Questão Tachogate. Devia haver uma explicação por parte de quem cometeu este erro, não sei se foi o Sporting, Xistarca, ambos. Mas acho que merecíamos uma explicação no mínimo. 


Preço (1): Já paguei menos e fui de longe melhor servido. Sou sócio do Sporting e mesmo pagando na 1ª fase foram 10 euros. Se não fosse sócio seriam 12 euros (e mais tarde subiu até 14 euros). Para o que é, é cara a prova. Fiz porque é do clube do meu coração. 


É para repetir?

Rufo Maestro...

Quase de certeza que não, e com muita pena minha.

A prova é mais cara do que a média. Tirando a questão de acabar no estádio, não oferece alguma mais-valia em relação a outras provas e isso a meu ver não justifica a diferença de preço. Aliás, no ano passado acabava cá fora e o preço foi o mesmo.