adidas

Blog Detalhe

Corrida do Tejo 2017

E inicia-se mais uma época de corridas!!

Sim, dito assim até parece algo hiper profissional e que sou uma super atleta de alta competição, mas sim após as férias de Verão, no mês de Setembro voltamos ao trabalho, começam as aulas, a rotina diária e Setembro é sempre o mês da primeira Corrida!

Já há alguns anos que a Corrida do Tejo tem sido a minha primeira prova de época, por causa da data, a distância de 10 kms, do local lindíssimo e da organização! Esta prova é percorrida na marginal, de Algés a Carcavelos, é uma prova dura, com subidas, muito calor o que a torna ainda mais desafiante.

Este ano seria diferente em muitos aspectos. Primeiro, a organização colocou à disposição um local de recepção VIP dos Vicentes se conseguíssemos 100 inscrições pela nossa equipa CORRER LISBOA! Ui e quando se coloca um desafio destes, nada nem ninguém nos consegue derrotar ou vencer!! 

Chegámos às 100 inscrições bem rápido e depois... bem depois fez-se história! Muitos apelos no face, muitas publicações, o passa palavra e quantos fomos no fim?? 204!!!

PESSOAL... 204 VICENTES!! É muita gente!! ;) TAUUUUU


Segundo, nesta prova ia correr muito depressa. Sim, meti na cabeça que queria puxar e voltar a ser Sub50 (para quem não sabe ando nisto há mais de 4 anos e só por 3 vezes consegui fazer uma prova de 10 kms abaixo dos 50 minutos). Iiiii pronto lá vou eu meter-me nisto dos tempos outra vez, sim porque eu sempre digo que os tempos para mim são treta, que eu gosto é de correr levemente e divertir, e claro depois estou constantemente a ouvir, "tu corres imenso devias tentar", "tu treinas tanto Susana, vais ser capaz", "para o que treinas devias estar a correr muito mais depressa" e muitas mais palavras de incentivo e apoio e claro comecei a pensar oh pah se calhar até és capaz... hummm

Bem dito isto comecei meio na brincadeira meio a sério a comentar com os amigos que precisava de lebres. Sim lebres! Pensam que são coelhos que andam aí a saltar pelos campos a comer cenouras? Nada disso! Lebres são corredores que correm mais do que tu e que fazem a prova ao teu lado a puxar por ti para manteres o ritmo necessário para alcançares o tempo que pretendes! Já tive várias lebres durante o meu percurso na corrida, e sempre que o tive consegui acabar as provas com bom tempo! Numa meia maratona por exemplo é muito importante teres alguém ao teu lado a puxar por ti! Ainda engatei o Armando Monteiro e o Vítor Tavares mas eles não correm, VOAM, e tenho medo para caraças mas um dia faremos uma prova juntos ;)

E o meu grande amigo Bruno do Brito (mais conhecido por Bruno Eu) prontamente se ofereceu para ser a minha lebre. Eu nem queria acreditar, pensava que estava a brincar comigo e tal, mas não é que ele levou isto mesmo a sério??? Objectivo do Bruno: 48:00 Objectivo da Suse: 49:59 AHAHAHAHAHA!!

Na nossa "equipa" juntou-se a Cristina Madanços e a Sónia Neves que se prontificaram a ir ao meu lado, e o Ricardo Santos, a pessoa que me atura lá em casa e me acompanha e tem a mesma paixão pela corrida também disse que estaria sempre junto de mim e que eu ia conseguir. Comecei a acreditar. Este apoio e incentivo é tão importante para um corredor!


Contagem decrescente, chega o grande fds, dia anterior levantar o dorsal ao Jamor, claro que encontrámos imensos amigos, alguns Vicentes outros de outras equipas, e tudo com o mesmo brilho no olhar, correr os 10 kms pela marginal, parecíamos uns miúdos no primeiro dia de aulas!! Tenho a dizer que a organização desta prova de ano para ano está cada vez melhor, a entrega do dorsal, o kit de atleta, a rapidez e simpatia dos colaboradores, o patrocínio das várias empresas na feira, deixou-me mesmo satisfeita, é importante termos este apoio, torna-se um incentivo para voltarmos e claro uma forma correta de divulgar a prática da Corrida, que não é uma moda, é uma forma de estar e viver!

Nesse dia decorreu a primeira Corrida do Tejo Kids, corrida solidária onde a receita reverteu na sua totalidade, para a David Vaz Associação, cuja missão se prende com a promoção do desporto e da entreajuda e apoio a projectos de investigação oncológica, o David foi durante vários anos o speaker da Corrida do Tejo. 

Claro que inscrevi o meu Mini Vicente Rodrigo, foram 400 mts de corrida com obstáculos, de insufláveis, barras, etc, ele diz que foi a prova que mais gostou de fazer pois divertiu-se imenso. 


Outro ponto positivo, a organização foi 5 estrelas, e além da corrida também participámos em imensas actividades para as crianças e adultos, uma manhã muito bem passada na Pista de Alto Rendimento do Jamor. Obrigada Rui Gonçalves pela forma carinhosa com que nos recebeste. Continua com a tua missão. Bem haja.

 E os nervos começam a apoderar-se de mim, e as dúvidas se iria conseguir, como já ando nisto há algum tempo, e normalmente a experiência dá-nos alguma sabedoria, comecei a desvalorizar, no final das contas eu vou fazer esta prova para me divertir e não para ganhar algum stress extra por isso embora lá que para a frente é que o caminho!!!

 Por incrível que pareça dormi muito bem, tomei um óptimo pequeno almoço, cheguei ao local de encontro dos Vicentes super cedo, tal era a vontade de despachar a coisa. E começam as fotos, fotos, fotos e mais fotos!! Os amigos a chegar e tudo com um sorriso gigante. 

Fizemos o aquecimento habitual de alguns minutos, e lá fomos para a caixa de saída, a nossa partia às 10:05, e estávamos na linha da frente, o Bruno já ao meu lado e só dizia tu vais conseguir, tu vais conseguir!!!

E lá partimos, parti rápido demais, mas o Bruno disse logo para eu abrandar, não podia dar tudo no inicio senão mais tarde ia sofrer e muito!!

Como diz o meu querido Coach José Marques: "Uma prova não é como começa mas sim como acaba".

E lá fomos, todos juntos, no nosso ritmo, tentei não olhar tanto para o relógio pois tanta tecnologia às vezes só atrapalha. E a minha mente atraiçoa-me muitas vezes, vocês não fazem ideia as vezes que eu choro numa prova pois não?? Emociono-me por tudo e por nada e realmente estar ali a correr no asfalto, com tantas pessoas e naquela paisagem lindíssima só alguém muito insensível não se emociona...bem deixemos de tantos MIMIMI, certo Sandra Ramos Claro?? ;)

Os primeiros 5 kms tudo correu muito bem, o Bruno ia dando indicações se ia muito depressa ou muito devagar, a primeira subida foi dura mas consegui, depois começou o calor... ai o calor... em todos os abastecimentos o Bruno deitava-me água nas pernas, nas costas para eu refrescar e lá continuámos.

 Lá para o km 7 começo a sentir algum cansaço e noto alguma preocupação na minha lebre, que tenta sempre puxar por mim, de repente agarra num gel... um gel? Eu nunca tinha tomado um gel numa prova de 10 kms, diz ele: queres? Eu: não, nunca tomei nestas distâncias!

Diz ele: Mas é de cafeína TOMA!!! BEBE!! Bem perante isto não tenho outro remédio que enfiei o gel pela boca, sem conseguir muito bem respirar, a correr que nem doida, bem parecia mesmo um filme daqueles muitoooo cómicos!!

Se senti o Boost da cafeína? Oh pah não faço ideia mas que corri que nem doida corri!! HAHAHAHAHA

Passa a outra subida e lá continuamos sempre a puxar e puxar...

O apoio este ano foi super, os portugueses parece que começam a acreditar que realmente isto da Corrida veio para ficar e que precisamos desse apoio na rua, gritem por nós, chamem o nosso nome, cantem, dancem, brinquem, façam disto uma festa pois realmente é o que é!!!

A delícia de ver aquele menino com o pai agarrado ao altifalante a puxar por todos nós, a alegria do sorriso da Ana Macedo já na parte final a gritar "Vai Susana", pronto mais lágrimas claroooooooooo ;)

A passagem pelo duche no percurso já para o final, é sempre característico desta prova e além do mais ficam sempre umas fotos super artísticas!! Aliás eu estava a morrer mas se virem a foto... uauu a Susana está super fresca AHAHAHAHA


Mas agora chega a parte mais emocionante da prova. Os últimos 1500 metros. Uiiii o Bruno estica a mão e eu agarro, agarro com todas as minhas forças e ele leva-me até aos 4:34 por km! Sim mas não foi o único a ajudar-me, o pace maker quando nos vê agarra-me a mão e lá fomos os 3, pronto isto sim seria digno que um foto, mas nas 258.745.822 fotos que já procurei não encontro nenhuma onde esteja registado este momento, mas acho que vocês conseguem imaginar a imagem certo?? LOL

Quase a chegar na Meta ainda julgo que vou fazer 51 ou 52 minutos, qual é a minha surpresa: 49:23 UAUUUU CARAÇAS!!! Consegui ser Sub50 e na Corrida do Tejo!!!


O Ricardo lá estava a minha espera na Meta para o nosso abraço, ele tinha feito 48 minutos, na descontração, sem puxar muito, que orgulho em ti meu amor!!!


E claro a emoção que senti foi muita, nunca vou esquecer esta prova por todas as razões e mais alguma! O apoio dos amigos, a alegria nos rostos de todos que conheço, os abraços apertados e sinceros de todos, por isto e por muito mais só posso dizer OBRIGADA!!!

Lá fomos para a tenda VIP, onde a Sandra tratou de nos receber com muitos abastecimentos, água, barra de proteínas, sumos, fruta, foi óptimo, OBRIGADA SANDRA.

Pelo meio ainda fomos convidados para participar nas gravações com o César Mourão, eu estava quase a convencê-lo para vir correr connosco, eu expliquei que isto não era só correr, também tínhamos almoços, jantares, mergulhos no mar, convívio etc,...ele diz que depois aparece ;)


OBRIGADA POR FAZEREM PARTE DA MINHA VIDA, obrigada por acreditarem em mim, obrigada por aturarem as minhas loucuras.

Um obrigada muito especial:

Ao meu Coach José Marques que me acompanha diariamente com planos de treinos, que atura as minhas birras de sono e as minhas inseguranças.

Ao Bruno do Brito, a minha lebre que me fez voar durante 10 kms, que acreditou e continua a acreditar em mim: um dia levas-me até aos 48 minutos!!! ;)

E obrigada CORRER LISBOA e a todos os Vicentes que gritaram por mim na prova, que me acompanham nestas aventuras, sem vocês isto não tinha piada nenhuma!!

GOSTO BUÉS DE VOCÊS 

 | Susana Freitas |

Morada

Contactos