Junho, mês em que chega o Verão. O mês dos arraiais e dos Santos Populares.

Foram tantas as coisas que aconteceram este mês: provas, viagens, testes.

Vamos por partes.

Corridas:

O mês começou com a corrida de Santo António em Lisboa, não sei se foi do jet lag (acabada de chegar do Brasil) da música dos arraiais ou do calor que se sentiu nessa noite, o que é certo é que me senti muito feliz a correr. Fiz os 10 km de prova num orgulhoso tempo de 1h18m. Sim, isso mesmo. Nunca terei vergonha do resultado, quando sei que dei o meu melhor. Se já fiz melhor? Sim, mas corri por gosto e por mim, sem pressões, sem medos, sem "macaquinhos na cabeça"! Posso dizer que já há muito tempo não tinha tanto gosto em correr.

Acho que foi aí o ponto de viragem, a partir daqui as restantes provas correram melhor. A última etapa do circuito dos parques no parque do Vale do Silêncio nos Olivais, foi uma animação, vale sempre o convívio e a boa disposição.


Fiz a Marginal à noite. Consegui fazer as pazes com esta prova, apesar do vento que se sentiu este ano. Um passo para a frente eram quase dois para trás. ODEIO CORRER COM VENTO!!! Não consigo, basta sentir o vento a dar-me de frente na barriga e só me apetece parar, desistir! Consegui cumprir o objectivo de fazer os 8 km abaixo dos 60 minutos. 

A coisa boa de repetir provas é que posso ver a minha evolução. O ano passado jurei que não a tornaria a fazer (realmente devo ser muito boa a fazer promessas), e porquê?! Porque não estava minimamente preparada para fazer 8 km a correr ou a andar.

Algo que me fez perceber o que tenho evoluído foi a avaliação biomecânica que fiz na GFD em Belém. Aquela malta é super simpática e ajudaram-me a perceber como é a minha passada, onde posso melhorar (principalmente reforçar os glúteos) e como posso corrigir os erros enquanto corro. 

Pelo meio de tudo isto, ainda deu tempo para ir de férias e descansar um pouco. Foi difícil manter os treinos por estar numa zona que não conheço e por não gostar muito de correr na passadeira. Mas ainda assim não deixei de treinar para não perder o plano de treino.

Para fechar o mês em grande nada como ir a Peniche fazer a prova das fogueirinhas. Confesso que ainda não me senti preparada para fazer os 15 km da prova principal. Mas também com aquele jogo de Portugal impróprio para cardíacos é difícil de pensar em correr os 15km.

Tenho consulta de Medicina Física e de Reabilitação marcada para o mês de Julho por causa aqui de umas dores que sinto no pé... Eu juro que ultimamente não tenho caído!!! Espero mesmo que não implique mais nenhuma paragem.